quarta-feira, 19 de junho de 2013

Senado aprova projeto que institui 'Ato Médico' - Saiba mais:

http://www.senado.gov.br/noticias/radio/scripts/GetImagemAudio.asp?COD_AUDIO=396001

Projeto tramitou durante dez anos no Congresso e segue para sanção da presidenta

O parecer da senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO), aprovado anteriormente na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, estabelece como:

Atividades exclusivas das pessoas formadas em medicina a formulação de diagnósticos e  prescrição terapêutica.


Além disso, somente os médicos poderão executar procedimentos como:
  • Intubação traqueral
  • Sedação profunda 
  • Anestesia geral
  • Indicação de internação e alta médica
  • Atestação médica e de óbito – exceto em casos de localidade em que não haja médico  além de indicação e realização de cirurgias.

A relatora negou que o projeto supervaloriza os médicos:

Tornando as demais profissões de saúde “subalternas”. “O projeto não apresenta nenhuma evidência dessa argumentação, mesmo porque foi finalizado com a participação de especialistas encaminhados por todos os conselhos federais, discutindo-se palavra por palavra e vírgula por vírgula”, disse a relatora.

Para acessar a lei e saber mais clique abaixo:
PONTOS POLÊMICOS DO PROJETO 
http://www.senado.gov.br/noticias/agencia/quadros/qd_373.html

terça-feira, 18 de junho de 2013

Vergonha nacional:Proposta 'Cura Gay' é aprovada em comissão presidida por Feliciano.!

"Não vou trabalhar hoje"- "Por quê?" -"Tô doente"- "O que você tem?" -"tô gay" Que absurdo !!!!!

Desde que assumiu o comando da comissão em fevereiro, o deputado Marco Feliciano enfrenta protestos de ativistas de direitos humanos que o acusam de racismo e homofobia. Ele nega. Uma das críticas dos ativistas é que o deputado beneficiaria os evangélicos na discussão da proposta na comissão.
No mês passado, em seu twitter, Feliciano defendeu a inclusão do projeto na pauta da comissão, afirmando que "não podemos fugir de assuntos como este". O deputado ainda criticou a cobertura da imprensa sobre o assunto.

"A mídia divulga um PL [projeto de lei] como "cura gay" quando na verdade ele não trata sobre isso, até porque homossexualidade não é doença", escreveu na ocasião. "Esse projeto protege o profissional de psicologia quando procurado por alguém com angústia sobre sua sexualidade", disse.
18/06/2013 - 15h42

Proposta sobre 'cura gay' é aprovada em comissão presidida por Feliciano


Sob o comando do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), a Comissão de Direitos Humanos da Câmara aprovou nesta terça-feira (18) projeto que permite aos psicólogos promover tratamento com o objetivo de curar a homossexualidade.

A proposta, conhecida como "cura gay", terá que passar ainda por outras duas comissões da Casa: Seguridade Social e Constituição e Justiça. Se aprovada em ambas, segue para o plenário da Câmara.
Foto: Proposta sobre 'cura gay' é aprovada em comissão presidida por Feliciano. http://folha.com/no1297075
Deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP)
A OMS (Organização Mundial de Saúde) deixou de considerar a homossexualidade doença em                  1993.

 http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/06/1297075-proposta-sobre-cura-gay-e-aprovada-em-comissao-presidida-por-feliciano.shtml

Camara19/06/2013 | 14h41

Feliciano quer fazer rebelião se governo interferir no projeto da "cura gay"

 Depois de aprovar o projeto da "cura gay" na comissão de Direitos Humanos, o pastor e deputado Marco Feliciano (PSC-SP) disse em discurso inflamado que vai fazer uma rebelião da bancada evangélica se o governo interferir no andamento da matéria. O grupo de 80 parlamentares representa quase 16% da Câmara.

A ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosário, disse que vai mobilizar a base aliada para barrar o andamento da "cura gay" dentro da Câmara. Feliciano não gostou da declaração e afirmou que o executivo está intervindo em todos os projetos de lei feitos pelos deputados. Avisou que a ministra corre perigo, caso se articule para a retirada da matéria da pauta.
maria do rosario
Para a ministra, essa movimentação em torno do projeto que a bancada evangélica defende,"trata-se de um movimento absolutamente contrário a esse momento que o Brasil vive, de mobilização social por direitos e contra os fundamentalismos".

“ESTATUTO DO NASCITURO” você é contra ou a favor?

http://4.bp.blogspot.com/_g2YcbTBZjxk/TESOC5-OjwI/AAAAAAAAAm8/Mfxh9c_4pK0/s400/mulher1.jpg
O que querem mudar?

Amplia a criminalização do abortamento para as situações que hoje são permitidas por lei.  Até as mulheres que tem o direito ao acesso ao aborto previsto em lei seriam criminalizadas, como nos casos de risco de vida e nos casos de estupro, ou nos casos, recentemente autorizados pelo Supremo Tribunal Federal, em que o feto sofre de anencefalia, anomalia grave incompatível com a vida extrauterina. 

O projeto torna a maternidade compulsória mesmo para as vítimas de estupro que serão obrigadas a suportar a gravidez resultante do crime, agravando sobremaneira seu quadro de estresse pós-traumático, o que põe em risco sua saúde mental. Se uma mulher sofrer um abortamento espontâneo, pode ser alvo de uma investigação policial ou ser processada por ter violado o direito à vida do embrião.


O projeto ainda prevê uma bolsa para as mulheres vítimas de estupro criarem seus filhos, porém esta bolsa só será viável se a mulher denunciar o estupro. É, portanto, ineficiente, pois se sabe que muitas mulheres não o denunciam por medo, vergonha, ou por conhecer o agressor. Mesmo quando houver a adoção, as mulheres ainda levarão adiante uma gravidez indesejada, sem que pos­sam exercer a autonomia reprodutiva criando uma situação análoga à da tortura. Haveria aumento no número de recém-nascidos abandonados por mulheres sem condições emocionais de criá-los.

 As evidências têm demonstrado que a simples proibição do aborto em nada tem contribuído para diminuir sua prática, mas contribui para o risco de aborto inseguro e clandestino.

O projeto prevê indevidamente extensão de direitos da pessoa humana ao feto encontra-se no art. 8º, quando são estendidos ao nascituro os mesmos direitos de uma criança . Que é contra alega que o direito do feto não pode estar acima do direito da mãe!

Viola o princípio constitucional do Estado Laico. Os valores morais das religiões vigentes, além de diversos, não devem influir na vida sexual e reprodutiva privada das mulheres. Não existe consenso científico sobre quando começa a vida. Elaborar lei que define que a vida começa na concepção é impor tal idéia, que tem sua origem em segmentos conservadores dogmáticos, sobre toda a população brasileira, violando a separação entre igreja e estado, e a liberdade religiosa dos que seguem outras doutrinas.

Cria barreiras para o acesso à contracepção. O projeto de lei pode ser um obstáculo para o acesso a métodos contraceptivos, à anticoncepção de emergência, sob o argumento da proteção ao direito à vida do ovo, embrião ou feto.


O projeto de lei proibiria pesquisas com material embrionário.Muito séria esta questão, porque: Sabe-se que o uso de células-tronco embrionárias em pesquisas foi autorizado por decisão histórica do Supremo Tribunal Federal (STF), em 2008. O STF decidiu que o direito à terapia com células-tronco é constitucional e integra o direito à saúde.



http://www.nucleododirceu.com.br/wp-content/uploads/2012/01/gifmovie.tumblr_gif.gif
Estamos de olho!!!!! Deixe aqui sua opinião

Esse projeto de lei está no momento para ser analisado pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara Federal dos Deputados.


Por que nosso povo voltou às ruas 20 anos depois?

Simboraaaaaaaaa























- Queremos o Renan Calheiros fora do Senado.
- Queremos Marco Feliciano fora da Comissão de Direitos Humanos.
- Queremos que a Comissão de Meio Ambiente NÃO SEJA presidida pelo ruralista Grosso Blairo Maggi.
- Somos contra a PEC 37. Manifestantes não são terroristas.
- Somos contra os votos secretos no Congresso.
- Queremos saber porque Carlinhos Cachoeira está fora da cadeia.
- Não concordamos com a utilização de recursos públicos para a Copa do Mundo.
- Não queremos pagar um dos impostos mais caros do mundo e vivermos numa cidade violenta e mal    cuidada.
- Não concordamos com os salários absurdos dos nossos políticos e com os gastos desnecessários com premiações, viagens, hotéis caros e empregos de cabide.
- Queremos transporte público de qualidade a preço justo.
- Queremos hospitais com recursos para que os médicos possam trabalhar.
- Queremos escolas de qualidade.
- Queremos ruas e calçadas acessíveis para deficientes.
- Queremos cidades livres de violência.
- Queremos honestidade e, desta vez, não vamos parar até conseguirmos viver num país melhor.



segunda-feira, 17 de junho de 2013

O protesto brasileiro...por Gabeira, vale a pena ler!

Fernando Gabeira
Os acontecimentos se precipitam, a noite ainda não acabou. Mas sinto-me no dever de dizer que estou aqui, acompanhando tudo.
Durante a semana, preparo o artigo para o Estado de São Paulo. É um comentário, entre outras coisas, sobre o livro de Manuel Castells, Redes de Indignação e Esperança. Ele analisou a Primavera Arabe, o movimento Occupy Wall Street, os jovens indignados na Espanha e analisou o caso pioneiro da Islândia.
O Brasil entrou no mapa internacional das grandes revoltas populares articuladas pelas redes sociais na internet.
Fiz hoje um texto para a Band, acrescentando essa ideia: em quase todos lugares, o movimento começa com uma reinvidicação pontual e termina com uma vontade de mudar o país.
Isso já aparece nos cartazes das manifestações dos brasileiros aqui e no exterior: desculpem o transtorno mas estamos mudando o Brasil.
Alguma coisa começou e não sabemos todos os seus contornos. Uma revista me perguntou hoje como via o futuro. Disse que o cenário era mais complexo no ano que vem, quando teremos Copa do Mundo, eleições presidenciais e perigo de inflação.
Joseph Blatter falando pela FIFA e expressando também o desejo do governo afirmou que a Copa das Confederações vai arrebatar os brasileiros e vão esquecer de seus problemas.
É uma ilusão porque também estão em jogo nas manifestações os gastos com a Copa do Mundo. Ao que tudo indica, as pessoas pedem melhores serviços públicos e combate à corrupção.
É ridículo supor que vão abrir mão de suas queixas apenas porque o Brasil conquistou o título.
Joseph Blatter também perguntou onde estavam a educação e o fair play quando o estádio vaiou Dilma em Brasília.
Ele nos vê como torcedores porque está em curso um projeto milionário que enriquece a Fifa e alguns grupos, mas leva enormes recursos do povo brasileiro.
É fácil supor como os acontecimentos mexeram comigo e me trouxeram esperança. Sem prejuízo do trabalho, pretendo agora voltar com um texto diário. As vezes não dá nem esperar um dia. De qualquer forma, até amanhã.

Vem prá rua, porque a rua é a maior arquibancada do Brasil!

Adicionar legenda

Verás que um filho teu não foge a luta!

Foto: Tatiana Belinky: 18/03/1919 - 15/06/2013
Autora de mais de 250 livros.

Atos em apoio a protestos no Brasil se espalham pela Europa

Centenas de pessoas se reuniram neste domingo em Berlim, capital da Alemanha, para um ato de apoio às manifestações contra o aumento das tarifas de ônibus que vêm sendo realizadas no Brasil, especialmente em São Paulo.

Em Dublin, na Irlanda, brasileiros se reuniram em frente ao monumento Spire Foto: Thiago Mouta/Facebook / Reprodução
Em Dublin, na Irlanda, brasileiros se reuniram em frente ao monumento Spire

Além de Berlim, foi realizado neste domingo um ato em Dublin, na Irlanda, em apoio aos manifestantes brasileiros. Também devem acontecer atos nesta tarde em Boston, nos Estados Unidos, e em Montreal, no Canadá. Outros atos devem acontecer em diversas cidades da Europa, Estados Unidos e América Latina no decorrer desta semana.

17 de junho Multidão participa da manifestação em São Paulo nesta segunda-feira


     Brasileiros voltam as ruas nesta segunda-feira        

 As manifestações foram convocadas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Goiânia, Campinas, Florianópolis, Cascavel, Belém, Vitória, Niterói, Sorocaba, entre outras, sob o lema: "A luta se nacionalizou". 

As manifestações mais expressivas são esperadas em São Paulo, onde começaram há uma semana, convocadas pelo Movimento Passe Livre, que, através das redes sociais, recebeu apoio de dezenas de cidades e também de brasileiros que moram em outros países.     
Foto
Governo Federal diz que entendeu a mensagem!
                                    Será?!?!?
20 horas e tudo bem! Estamos de olho!

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Conheça Santa Catarina com o professor Pedro - Blog "Nosso diário de bordo"

Conheça o Blog do Professor Pedro : Nosso diário de Bordo 

Viajando por Santa Catarina com sua companheira, o professor de Biologia do IFSC Pedro Rosso, querido por todos, passou a registrar suas aventuras em fotos, mais tarde montando seu Blog "Nosso Diário de Bordo" que destaco aqui modestamente, e recomendo pelos registros de nossos relevo, vegetações, cidades e cultura!
                                        Parabéns a dupla que sabe o que é viver!
  
                                                  http://pedroetelma.blogspot.com.br/

Professor Pedro e sua esposa Telma na 282
Depoimento: A rodovia que liga Urubici à BR 282 está passando por reformas e ainda não há sinalização horizontal. Isto, aliado a quantidade de curvas e ao frio, nos fizeram seguir numa velocidade baixa  (entre 30 e 60 km/h), ...
                              
 Fizemos nova parada 500 m adiante do mirante para observar as inscrições rupestres ...

sábado, 1 de junho de 2013

Empresas de Santa Catarina estão entre as mil maiores do País

Por Pedro Machado para o Noticenter

Na listagem das mil maiores empresas brasileiras, 14 são catarinenses e estão entre as 500 primeiras colocações:

Bunge, Sadia e Perdigão, Celesc, WEG Equipamentos, Tractebel Energia, Seara, Aurora, Tupy, Tigre, Angeloni, Cooperalfa, Amanco e Intelbras.

Os números são do estudo “Melhores & Maiores – as 1000 maiores empresas do Brasil”, publicado anualmente pela Revista Exame.
Do total das 14 empresas que aparecem no ranking das 500 maiores – eram 13 em 2007. 

Perderam posições:

Apenas a Celesc (foi 64ª para 80ª), 
a Tractebel (passou de 120ª para 134ª) 
e a rede Angeloni (caiu de 276ª para 297ª). 

O salto mais positivo foi da:

 Tupy, que saiu da 268ª para a 203ª posição. 

As novidades ficaram por conta da:

Amanco (472ª), que não havia divulgado seus números em 2007 e, portanto, estava fora da lista, 

Intelbras (498ª), que também figuraram entre as 500 maiores.
A Bunge Alimentos, de Gaspar, manteve a liderança entre as catarinenses. A empresa alcançou um faturamento de US$ 10,1 bilhões em 2008, um crescimento de quase 50% em relação ao ano anterior, e saltou da 14ª para a nona posição no ranking nacional. Cerca de 62% da receita obtida pela companhia foi obtida com exportações, o que equivale a US$ 6,2 bilhões.


A hegemonia estadual da gigante, no entanto, deve cair por terra com a fusão da Sadia e da Perdigão, que criou a Brasil Foods.

Em 2008, os números das duas companhias ainda foram contabilizados separadamente. A Sadia ganhou três posições e agora ocupa o posto de 33ª maior empresa do país. A companhia foi a sexta que mais exportou no ano passado (US$ 2,1 bilhões) e a oitava que mais contratou (60.461 funcionários). A Perdigão subiu da 49ª para a 45ª colocação. As vendas da empresa ficaram em US$ 3,7 bilhões.


Quatro frigoríficos de Santa Catarina são habilitados a           
                                  exportar para China
As aves poderão ser exportadas pelos frigoríficos Marfrig, localizados em Forquilhinha e em Seara, e BRF Brasil Foods em Videira. Já a Marfrig de Itapiranga poderá exportar carne suína. A Aurora Alimentos de Chapecó era, até então, o único frigorífico do Brasil que já exportava carne suína para a China.

Conheça os principais pólos econômicos de Santa Catarina


        Pólos industriais de Santa Catarina


 As indústrias instaladas no estado atendem diversificadas áreas. Destacam-se as indústrias
têxteis e de produção de cerâmicas (expostas inclusive no exterior). Máquinas, equipamentos, autopeças, produtos plásticos e eletrodomésticos também são produzidos no estado. Além da produção de móveis de madeira de pinho, papel e celulose.

Pólo agroindustrial - Oeste Catarinense
Envolve mais de 3,7 mil indústrias, que empregam 100 mil pessoas, e concentra a maior parte da produção de alimentos do Estado. O complexo agroindustrial responde por 38,3% das exportações catarinenses. São quase US$ 1 bilhão anuais em carnes de frango e suínos. Ex: Sadia e Perdigão = Brasil Foods (Fusão)


Pólo florestal - Planalto Norte
Abriga o maior parque moveleiro da América Latina, gerando postos de trabalho a 82 mil pessoas e atingindo as maiores exportações de móveis do Brasil.


Pólo eletrometalmecânico Formado por mais de 5,3 mil indústrias, é responsável por 24,8% das transações internacionais do Estado. Ex: Consul, Brastemp, Tigre e Conexões, Weg ...


Pólo têxtil / vestuário - Blumenau Maior concentração de indústrias do setor na América Latina (8.321). É o que emprega mais gente em SC: 155 mil pessoas. ex: Hering, Sulfabril, Malwee, Marisol...


Pólo mineral - Sul do Estado Os segmentos carbonífero e cerâmico, juntos, têm mais de 2.100 empresas e representam 5,8% das exportações do Estado. Das indústrias de cerâmica catarinenses, saem 60% da produção brasileira de pisos e revestimentos. Com quase 47% do total nacional, Santa Catarina é também o maior produtor de carvão mineral do País.


Pólo tecnológico O Estado tem mais de 1.600 empresas de tecnologia, que faturam R$ 1 bilhão ao ano e empregam 16,8 mil trabalhadores. Grande parte do setor está concentrada em Blumenau, Florianópolis e Joinville.

Atenção:

Primeira fábrica da marca na América Latina da BMW, será construída em Araquari, no Norte de SC - Contrato assinado em Maio de 2013

BMW Série 6 Gran Coupé (Foto: Divulgação)
Confira mais informações do contrato da BMW no endereço abaixo:
Pólo Pesqueiro
Segundo levantamento de 2005 da Associação Brasileira de Construtores de Barcos (Acobar), existem oficialmente, em Santa Catarina, 41 estaleiros de barcos de pesca, com 2,2 mil empregados. A pesca artesanal envolve 6,1 mil embarcações e 25 mil pescadores que capturam 21 mil toneladas de pescado.

turismo santa catarina
Ponte Hercílio Luz - Floripa

Pólo turístico
Os municípios catarinenses recebem no verão 4,3 milhões de turistas – incluindo os 500 mil catarinenses que viajam dentro do próprio Estado – e arrecada em torno de US$ 1,5 bilhão. Os municípios que mais atraem visitantes são Florianópolis, Balneário Camboriú, Blumenau e Joinville, mas os atrativos turísticos estão distribuídos por todo o Estado, desde o litoral até a serra catarinense com suas fazendas rurais.

Fonte de pesquisa. saiba mais: 


http://www.santacatarinabrasil.com.br/pt/polos-economicos/

 http://www.sc.gov.br/conteudo/santacatarina/geografia/paginas/regioes.htm