quinta-feira, 13 de abril de 2017

Trump autoriza ataque ao Afeganistão

Tensão na geopolítica global.

Trump autoriza o lançamento da maior bomba não nuclear do mundo contra o Afeganistão, que é conhecida como a “mãe de todas as bombas”, a GBU-43 MOAB (Massive Ordnance Air Blast), uma arma de destruição em massa.

O ataque aconteceu em uma série de grutas que são controladas por terroristas do Estado Islâmico na província de Nangarhar, leste do Afeganistão na divisa do Paquistão. Esta é a primeira vez que esse tipo de armamento foi utilizado em combate.

A sua explosão é capaz de destruir construções em um raio de até um quilômetro. Contém aproximadamente 8.165 quilos de tritonal, uma mistura de TNT (80%) e pó de alumínio (20%). O alumínio potencia a capacidade detonante do TNT, em cerca de 18%.

sábado, 8 de abril de 2017

Entenda como conflito na Síria colocou comunidade internacional em alerta!

Ataque da noite de quinta-feira, quando navios americanos dispararam 59 mísseis contra um base militar na Síria, foi classificado por analistas militares como uma mudança radical na política externa do presidente Donald Trump
                                   
                              Predadores na Síria
Resultado de imagem para eua siria ultimas noticias
Foi a primeira vez que os EUA atacaram diretamente instalações do regime sírio desde o início da guerra civil no país, em 2011. Não foi surpresa, então, que a ação tenha causado reações em todo o mundo. 


 


Mas que consequências a ordem de Trump poderá ter tanto na Síria quanto no cenário internacional? 
                  Relações EUA-Rússia  A ofensiva foi levada a cabo por ordem de Trump, como represália por um suposto ataque químico do exército sírio contra civis, na cidade de Idlib, um dos principais bastiões de forças rebeldes no país. Trump, porém, mandou às favas a postura de não se voltar contra o principal aliado da Rússia no Oriente Médio e atacou o governo da Síria de Bashar Al-Assad . Isso poderá azedar as relações entre os dois países, ambos membros do Conselho de Segurança da ONU.

Entenda a Síria é um país crucial para os interesses russos:
É justamente lá que Moscou tem sua maior base militar fora de suas fronteiras.
O apoio russo tem sido fundamental para a sobrevivência de Assad desde 2015, quando Moscou lançou uma campanha aérea contra grupos rebeldes e reequilibrou um jogo de forças que havia trazido várias derrotas para o regime.

Por isso, a Rússia reagiu negativamente ao ataque americano: o porta-voz do governo russo, Dmitry Peskov, disse que  "o passo dado por Washington causou dano significativo às relações entre Rússia e EUA, que já estavam em situação lamentável".

Isso apesar de os EUA terem avisado à Rússia previamente sobre o ataque à base e de terem evitado atingir setores em que havia presença de militares russos.
"Agora as coisas estão mais difíceis", disse ao Post o general aposentado John Allen, que coordenou a campanha contra o EI no governo Obama.

"Os EUA precisam se perguntar o quão moralmente indignados estão com essa situação e se estão preparados para tomar medidas que incluem a morte de russos na Síria". 
Fonte:http://g1.globo.com/mundo/noticia/tres-possiveis-consequencias-do-ataque-americano-a-siria.ghtml


NOTAS DE RODAPÉ
1. Uso de arma química escancara brutalidade e amplia tensão na Síria
Abril/2017 - Com mais de 80 mortos, autoria de ataque continua desconhecida. Membros da ONU trocam acusações e acirram ânimos na política. Uso de gases tóxicos sufocantes que atingem sistema nervoso é proibido desde 1997


2. Saiba mais que tipo de arma química foi usada
O gás sarin, que o governo dos Estados Unidos acusa o regime sírio de ter utilizado contra uma cidade rebelde esta semana, é uma potente substância neurotóxica, inodora e invisível, descoberta na Alemanha em 1938.

Mesmo se não for inalado, o simples contato com a pele bloqueia a transmissão do impulso nervoso e provoca a morte por por parada cardiorrespiratória. O gás sarin foi utilizado como arma química durante o conflito Irã-Iraque na década de 1980 e pela seita “Verdade Suprema” em um atentado executado no dia 20 de março de 1995 no metrô de Tóquio.

O regime sírio foi acusado de usar diversas vezes o gás sarin desde o início da guerra civil em março de 2011.

3. Combate ao Estado Islâmico
Ironicamente, o ataque americano pode acabar criando problemas para a estratégia de combate ao Estado Islâmico, já que é este o grupo que tenta tirar do poder o atual presidente Bashar Al-Assad.

Sem falar que os atritos com Moscou impedem uma ação mais coordenada contra os extremistas. Há quem tenha sugerido que o ataque americano foi uma forma de desestimular o regime sírio a cometer novos ataques químicos, algo respaldado pelo porta-voz do Pentágono (o estado maior das forças armadas americanas), Jeff Davis.

"A intenção foi dissuadir o regime de fazer isso de novo e nossa esperança é que tenhamos obtido este efeito".
O mesmo afirma Jonathan Marcus, analista de assuntos diplomáticos da BBC.

"Não há qualquer indicação de que os EUA queiram remover Assad do poder por meios militares".
Mas a pergunta-chave para alguns especialistas é :
Como Washington reagirá caso o regime leve a cabo um ataque que deixe grande número de vítimas civis: retaliar à altura ou evitar ações mais diretas, o que poderia dar uma imagem de relutância para o governo americano?



 Fique com esta reflexão:





Quem tem teto de vidro tem que tomar cuidado ao jogar pedra no telhado do vizinho!


É isso ai galera:
Fecho esta publicação com a última notícia que acabei de ler:08/04/2017 as 18:53 - A Rússia envia para o mar Mediterrâneo navio de combate!

Forte abraço, prof.ª Jackie



O que é um gráfico termopluviométrico ou climograma?

              Gráficos termopluviométricos ou climogramas


São gráficos que representam, em simultâneo, a variação da temperatura e da precipitação ao longo do ano. Simplificando, permitem-nos analisar, em simultâneo, a variação anual da temperatura e da precipitação



[climas+do+mundo.jpg]
A imagem mostra-nos a distribuição mundial de climas


Este tipo de gráfico refere a dois gráficos em um:Um gráfico de barras, que representa o índice pluviométrico, ou seja a área preenchida em azul, isto é, as chuvas ou precipitações de um lugar  e outro gráfico de linha (em vermelho), que indica a temperatura do lugar. Observe que os gráficos dos climas no hemisfério norte a linha de temperatura é invertida em relação a nossa, ou seja, nos meses de junho a agosto estão as mais altas temperaturas por lá, por que? Fácil responder, pois se aqui é inverno nesta época do ano, lá meus caros é verão!


Mais exemplos:



Leia atentamente e aprenda a fazer uma leitura correta de um gráfico termopluviométrico


Os dados de um climograma nos mostram as variações termopluviométricas anuais (observe as iniciais dos meses do ano na coluna horizontal).




Resultado de imagem para atenção galera
É importante também, ao analisarmos um climograma


 Verificarmos a amplitude térmica do local representado.Amplitude térmica é a diferença entre a temperatura mais alta e a mais baixa, de um dia, semana, mês ou ano.No caso de um gráfico termopluviométrico é possível vermos as as características anuais e calcularmos a amplitude térmica do ano.




                   
                   Gráficos dos climas brasileiros




https://i.ytimg.com/vi/RNPkdR_LzmQ/maxresdefault.jpg



O território brasileiro, em virtude da sua localização e grande extensão, apresenta diferentes tipos de clima. Os principais climas do Brasil são: equatorial, tropical, semiárido, tropical de altitude, tropical atlântico e subtropical.




Equatorial: esse é o clima predominante na região Amazônica, que abrange a Região Norte e porções dos estados de Mato Grosso e Maranhão. A temperatura média anual é elevada, variando entre 25 °C e 27 °C, com chuvas durante todo o ano e alta umidade do ar.

Resultado de imagem para climograma do clima subtropical brasileiro
Clima do norte do Brasil

Tropical ou Tropical Continental ou Tropical Típico:  abrange estados das Regiões Centro-Oeste, Nordeste, Norte e Sudeste. Apresenta duas estações bem definidas:
inverno (seco) e verão (chuvoso). A temperatura média varia entre 18 °C e 28 °C.
Resultado de imagem para climograma do clima subtropical brasileiro
Clima típico do Brasil



Semiárido: esse clima do Brasil predomina no interior nordestino. A temperatura é elevada, com média de 27 °C, e as chuvas são escassas e irregulares. Essas características, além da falta de políticas públicas (construção de reservatórios de água), dificultam o desenvolvimento das atividades agrícolas.


Resultado de imagem para climograma do clima subtropical brasileiro
Clima do sertão nordestino






Tropical de altitude: típico das áreas mais elevadas dos estados do Sudeste (Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo). A temperatura, com média anual entre 18 °C e 22 °C, é mais baixa nas áreas mais altas do relevo. Uma característica desse clima são as geadas durante o inverno.
Resultado de imagem para climograma do clima subtropical brasileiro
Clima das serras do sudeste brasileiro



Tropical atlântico ou Tropical Úmido: está presente na zona litorânea que se estende do Rio Grande do Norte, no Nordeste, ao Paraná, no Sul. A temperatura é elevada, por volta de 25 °C. As chuvas, regulares e bem distribuídas, são mais intensas no Sul e no Sudeste durante o verão e no Nordeste, durante o inverno.
Resultado de imagem para climograma do clima subtropical brasileiro
Clima do litoral do Brasil

Subtropical: clima predominante nas porções do território brasileiro situadas ao sul do Trópico de Capricórnio, na Zona Climática Temperada do Sul. Inclui os estados da Região Sul e parte de São Paulo e Mato Grosso do Sul. A temperatura média é de 18 °C, considerada a mais baixa do país. As chuvas são regulares e bem distribuídas. O verão é quente e o inverno é bastante frio, sendo comum a ocorrência de neve ou geada em determinados lugares.
Resultado de imagem para climograma do clima subtropical brasileiro
Clima do sul do Brasil

Adaptado do trabalho publicado de  Wagner de Cerqueira e Francisco - Graduados em geografia
 




quarta-feira, 22 de março de 2017

Se a carne é fraca o saco tem que ser forte!







Brasil deve perder 10% do mercado externo com Carne Fraca, o país deve ter prejuízo de até US$ 1,5 bilhão por ano, como reflexo da operação; diversos países anunciaram suspensão da importação de carne brasileira.


Na última sexta-feira (17/março), desmontou um esquema de funcionários do Ministério da Agricultura que teriam recebido propina para liberar carne para venda sem passar pela devida fiscalização. A operação aconteceu em 6 estados e no DF, com 35 pessoas presas – e há ainda dois investigados foragidos. O Ministério da Agricultura afastou 33 servidores envolvidos no esquema.

A possibilidade de que produtos adulterados e até vencidos podem ter ido parar na mesa da população deixou o país em alerta, mas muita coisa ainda não foi explicada pelos investigadores da operação Carne Fraca.


Veja o que já se sabe e o que ainda não foi esclarecido na operação:

O que a operação Carne Fraca descobriu?


Um esquema que envolvia funcionários do Ministério da Agricultura em Goiás, Minas Gerais e Paraná que receberiam propina para liberar carne para comercialização sem a fiscalização adequada. O esquema também envolvia funcionários de alguns frigoríficos. Segundo o delegado Maurício Moscardi Grillo, da PF, as irregularidades encontradas nos frigoríficos vão desde uso de produtos químicos para mascarar carne vencida a excesso de água para aumentar o peso dos produtos.


Quais marcas cometeram irregularidades? Alguma está proibida?

A PF fez busca e apreensão em 21 frigoríficos, mas ainda não especificou em quais deles foram flagradas irregularidades na produção. Também não há recomendação oficial para que alguma marca específica seja evitada.


Quais empresas são investigadas?

Foram alvo de busca e apreensão os seguintes frigoríficos:

Big Frango Indústria e Com. de Alimentos Ltda.
BRF - Brasil Foods S.A. (dona de marcas como Sadia e Perdigão)
Dagranja Agroindustrial Ltda./Dagranja S/A Agroindustrial
E.H. Constantino
Frango a Gosto
Frigobeto Frigoríficos e Comércio de Alimentos Ltda.
Frigomax Frigorífico e Comércio de Carnes Ltda.
Frigorífico 3D
Frigorífico Argus Ltda.
Frigorífico Larissa Ltda.
Frigorífico Oregon S.A.
Frigorífico Rainha da Paz
Frigorífico Souza Ramos Ltda.
JBS S/A (dona das marcas como Friboi, Seara e Swift)
Mastercarnes
Novilho Nobre Indústria e Comércio de Carnes Ltda.
Peccin Agroindustrial Ltda. (dona da marca Italli Alimentos)
Primor Beef - JJZ Alimentos S.A.
Seara Alimentos Ltda.
Unifrangos Agroindustrial S.A./Companhia Internacional de Logística
Breyer e Cia Ltda.
Fábrica de Farinha de Carne Castro Ltda. EPP


Veja o que cada uma delas declarou sobre a operação.


Algum frigorífico foi interditado?

O Ministério da Agricultura interditou 3 dos 21 frigoríficos investigados na operação Carne Fraca: uma unidade da BRF em Mineiros (GO), uma unidade da Peccin, dona da marca Italli, em Curitiba (PR) e outra em Jaraguá do Sul (SC). A fábrica da BRF produz frango, chester e peru para a marca Perdigão. As da Peccin produzem salsicha e mortadela. Nesses locais, os produtos já foram recolhidos, e a produção, paralisada. O presidente, Michel Temer, afirmou que uma "força-tarefa" vai inspecionar todos os 21 frigoríficos alvos da operação.


A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) anunciaram nesta segunda-feira (20) que cinco unidades de produção tiveram suas certificações suspensas de forma precentiva e não poderão operar nem no mercado interno nem no externo. As associações, porém, não informaram os nomes das empresas.


Foi encontrado papelão na carne?

Uma das gravações feitas pela PF durante a operação foi apresentada como indício de que haveria papelão em produtos da BRF, empresa dona de marcas como Sadia e Perdigão. Na ligação entre funcionários da empresa, um deles diz: "O problema é colocar papelão lá dentro do cms também né. Tem mais essa ainda. Eu vou ver se eu consigo colocar em papelão. Agora, se eu não consegui em papelão, daí infelizmente eu vou ter que condenar".


Em nota, a empresa afirmou que a interpretação da gravação é um "claro e gravíssimo erro" e que o funcionário se referiu às embalagens do produto, e não ao seu conteúdo, como disse a PF. Ainda de acordo com o texto, isso ficaria claro quando o funcionário diz que "vai ver se consegue colocar em papelão", pois esse produto é normalmente embalado em plástico.

Nessa mesma linha, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, também contestou a informação de que haveria papelão nos produtos.


Estão vendendo carne vencida?

A PF afirmou, ao anunciar a operação, que os frigoríficos estariam usando produtos químicos, entre eles o ácido ascórbico, para maquiar o aspecto de carnes vencidas que era comercializada. Segundo o delegado Maurício Moscardi Grillo, alguns desses produtos seriam cancerígenos.


O Ministério da Agricultura afirmou que o uso do ácido ascórbico não é proibido por lei, desde que esteja dentro das normas estabelecidas. A substância só representaria algum risco se consumida em doses muito altas. Na carne, está proibido o ácido sórbico, um conservante. (veja a diferença no vídeo abaixo)


Um dos áudios da operação divulgados pela PF tem a conversa do dono do frigorífico Larissa, de São Paulo, com um funcionário para trocar as etiquetas das datas de validade dos produtos. Contatado para comentar a operação, o frigorífico não se manifestou.


Foi usada cabeça de porco em produtos?

Em uma das gravações divulgadas pela PF, o dono de uma das empresas investigadas, Idair Antônio Piccin, conversa ao telefone com a mulher, Nair Klein Piccin, sobre o uso de cabeça de porco em lotes de linguiça. Segundo a PF, a prática seria ilegal. O médico veterinário Pedro Eduardo de Felício, especialista em carnes da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp, afirmou ao Jornal Hoje que a carne de cabeça é permitida no mundo. "É matéria-prima. Quando você industrializa, faz embutidos, é para aproveitamento em matérias-primas de menor custo", diz.


Foi encontrada carne com a bactéria Salmonella?

Segundo as investigações da PF, uma fábrica da BRF em Mineiros (GO) estaria contaminada com a bactéria salmonella e ainda assim teria exportado carne para a Europa. Em nota, a empresa afirmou que "existem cerca de 2.600 tipos de Salmonella, bactéria comum em produtos alimentícios de origem animal ou vegetal". Ainda segundo a nota, "todos os tipos são facilmente eliminados com o cozimento adequado dos alimentos”.


A empresa afirma no texto que “a BRF não incorreu em nenhuma irregularidade”, já que “o tipo de Salmonella encontrado em alguns lotes desses quatro contêineres [de carne exportada] é o Salmonella Saint Paul, que é tolerado pela legislação europeia para carnes in natura”.


A carne brasileira foi barrada no exterior?


Nesta segunda-feira (17), diante da repercussão da operação, União Europeia, China e Coreia do Sul anunciaram restrições temporárias à entrada de carne brasileira – esses países foram o destino de 27% da carne exportada pelo Brasil em 2016. O Chile também suspendeu tenporariamente a exportação de carne brasileira. No fim da tarde, o ministro da Agricultura, Blario Maggi, afirmou que proibiu, preventivamente, a exportação de carnes produzidas pelos 21 frigoríficos investigados na operação Carne Fraca. A comercialização dentro do Brasil foi mantida.


Há risco para o consumidor?


Ainda não houve nenhuma recomendação oficial para a suspensão do consumo de carne, nem a PF nem o Ministério da Agricultura afirmaram que há risco para os consumidores.


A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) criticaram nesta segunda-feira (20) a maneira como a PF divulgou os resultados da operação Carne Fraca. "Passou uma imagem generalizada de que tudo no Brasil é ruim, e não é isso", afirmou Francisco Turra, da ABPA.


A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) rebateu as críticas e, em nota, afirmou que "na intenção de proteger setores do mercado e do governo, há uma orquestração para descredenciar as investigações de uma categoria que já provou merecer a confiança da sociedade."

fonte utilizada:  http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/carne-fraca-perguntas-e-respostas-sobre-a-operacao-da-pf-nos-frigorificos.ghtml

Resultado de imagem para estamos de olho imagens

10 temas de Geografia que mais caem no Enem



10 temas de Geografia que mais caem no Enem 

sábado, 11 de março de 2017

As pérolas de Donald Trump

Seleção das pérolas de Donald Trump como Presidente dos Estados Unidos

Resultado de imagem para charge de trump

"Quando o México manda seu povo aos Estados Unidos, eles mandam pessoas que têm um monte de problemas e trazem estes problemas para nós. Eles trazem as drogas, trazem o crime, são estupradores. E alguns deles, eu confesso, são boas pessoas. Eu iria construir um muro. E ninguém mais entraria ilegalmente. Eu faria o México pagar por isso."


"Se as pessoas que foram mortas em Paris tivessem armas, pelo menos eles teriam uma chance de lutar. Não é interessante que esta tragédia tenha ocorrido em um dos países com uma das leis de armas mais duras do mundo? Lembrem-se: onde ter armas é um delito, só os delinquentes as possuem."

"Só estou interessado na Líbia se nós ficarmos com o petróleo. Se não, não tenho interesse."

"Eu digo que temos que derrotar o Estado Islâmico tirando a sua riqueza. Retiremos todo o seu petróleo. Assim que alguém for lá e recolher todo aquele petróleo, eles não terão mais nada. Você os bombardeia até mandá-los ao inferno, cerca-os e então você entra. E deixe que entrem lá a Mobil e nossas grandes empresas de petróleo."

"O conceito de aquecimento global foi criado por e para os chineses, para que a indústria manufatureira americana não seja competitiva. Nova York está congelante, está nevando. Nós precisamos do aquecimento global!"

"É tempo de sermos mais duros com os chineses devido à manipulação de sua moeda e à espionagem. A China será taxada por cada mau passo, e se eles continuarem vamos taxá-los ainda mais."

"Funcionários de alto nível do governo me contaram que, antes da invasão do Iraque, os EUA estavam indo ao país atrás de petróleo. O problema é que o país não conseguiu petróleo algum. Qual é a solução? Devemos capturar a reserva de petróleo deles e recuperar nossos gastos."

Casamento gay - 
" É como no golf. Muitas pessoas estão começando a usar tacos maiores, que são poucos atrativos. Você vê grandes jogadores com esses tacos enormes porque eles não conseguem mais tirar uma bola da terra com um taco comum. E eu odeio isso. Sou um tradicionalista. Tenho vários amigos fabulosos que vieram a ser gays, mas sou um tradicionalista.


- Racismo “Nosso grande presidente afro-americano não teve exatamente um grande impacto nos bandidos que estão felizes destruindo a cidade.”

fonte: http://oglobo.globo.com/mundo/dez-declaracoes-polemicas-de-donald-trump-18564023