terça-feira, 21 de novembro de 2017

SANTA CATARINA – Vestibular da UFSC 2018

Vestibular UFSC 2018


Realização das Provas – dias 9, 10 e 11 de Dezembro
Divulgação do Gabarito Preliminar – 11/12/17
 
Sobre as Provas
Prova 1 – dia 09/12/2017
(Língua Portuguesa e Literatura Brasileira / Segunda Língua / Matemática / Biologia)
 
Prova 2 – dia 10/12/2017

(Ciências Humanas e Sociais / Física / Química)
 
Prova 3 – dia 11/12/2017

(Redação / Quatro questões discursivas)
 
 
Confira Análise do Edital – Vestibular UFSC 2018
 
 
Links Importantes

Os 10 países mais poluídos do mundo


O Global Atmospheric Research, ou O Programa de Pesquisa Atmosférica Global é um programa de pesquisa internacional liderado pela Organização Meteorológica Mundial e pelo Conselho Internacional de Uniões Científicas, onde realiza estudos sobre os países que mais emitem o dióxido de carbono no meio ambiente.
Suas experiências de campo ajudam a fazer progressos significativos na meteorologia, em particular, permitindo grandes melhorias na previsão do tempo numérico. Os números de 2015 ainda não estão disponíveis, então são levados em conta os totais de emissão de 2014, mas já é possível ter uma estimativa das mil toneladas de CO2 emitidos todos os anos, contribuindo para uma péssima qualidade de vida das pessoas e do ar.

10. Brasil – Emissão de: 501.102,85 Ktons de CO2

O Brasil ocupa a 10º posição como emissor de dióxido de carbono, um dos que mais contribuem para o aquecimento global. Em contrapartida, temos um dos maiores ecossistemas e florestas, que é a Amazônia.poluicao-sao-paulo

9. Canadá – Emissão de: 565.991,53 Ktons de CO2

O governo canadense se preocupa e estuda trabalhar com cientistas e seguir seus conselhos com base na evidência disponível sobre o aquecimento global. O Canadá pretende implementar políticas que contribuam para uma economia de baixo carbono, incluindo atribuição de preço ao carbono. Devido ao aumento constante de poluentes, está ocorrendo alterações climáticas cada vez mais intensas, e acredita-se que as florestas canadenses estão cada vez mais vulneráveis, e isso está afetando as as inúmeras espécies nas florestas e o ecossistema.canada-poluicao

8. Coréia do Sul – Emissão de: 610.065,60 Ktons de CO2

Mais de 610 milhões de toneladas de dióxido de carbono foram emitidos no ar em 2014, são números realmente alarmantes e que afeta o clima local. A industrialização na Coréia do Sul só cresce, e consequentemente, a poluição também. O país tem um plano para reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 37% até 2030.coreia-do-sul-poluicao

7. Irã – Emissão de: 618.197,22 Ktons de CO2

Como todo mundo sabe, o Irã é extremamente quente, e atualmente, as ondas de calor têm sido cada vez mais frequentes. A situação é tão alarmante que até 2100, se as emissões de carbono não forem cortadas, a costa iraniana, Qatar, Dubai e outras áreas nas proximidades poderão se tornar inabitáveis.ira-poluicao

6. Alemanha – Emissão de: 767.145,57 Ktons de CO2

A Alemanha tem se dedicado bastante para mudar o quadro atual do país, principalmente no investimento de suas energias atuais. Ela pretende mudar sua principal fonte de energia para fontes renováveis. No último ano, a Alemanha anunciou que 78% de toda eletricidade do país vem de fontes de energia renováveis. As emissões de dióxido de carbono estão reduzindo e espera-se, que continue assim nos próximos anos. Afinal, o país planeja cortar as emissões de gases de efeito estufa até 2020 e até 95% em 2050, mudando para energias renováveis em todos os setores. Uma consciente iniciativa do país.alemanha-poluicao
5. Japão – Emissão de: 1.278.921,81 Ktons de CO2
As emissões constantes de dióxido de carbono no Japão são uma das mais preocupantes dessa lista, pois só aumentam e já atingiram 1.2 bilhões de toneladas em 2014. É uma das nações que mais são afetadas pelas mudanças no clima.
As tempestades constantes, o calor extremo e o aumento dos níveis de água são apenas alguns dos efeitos mais conhecidos no Japão. Até 2030, o Japão pretende reduzir suas emissões de dióxido de carbono em até 26%.japao-poluicao

4. Rússia – Emissão de: 1.766.427,27 Ktons de CO2

A mudança climática está sendo aos poucos percebida por muitos cantos da Rússia. No entanto, os governos russos veem se manifestando e criando políticas que visam diminuir as emissões de gases de efeito estufa, o mais breve possível. Atualmente, o país se comprometeu a manter seu plano de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 25 a 30% abaixo, comparando aos níveis emitidos no ano 1990. russia-poluicao

3. Índia – Emissão de: 2.341.896,77 Ktons de CO2

A Índia também está entre as que estão tomando medidas emergenciais para diminuir a emissão de dióxido de carbono no ar. A previsão é de que consiga reduzir em 33 a 35% até 2030. O governo também determinou o mesmo prazo para que possa atrair mais fontes de energia renováveis.india-poluicao

2. Estados Unidos – Emissão de: 5.334.529,74 Ktons de CO2

O país concluiu que mais de 5.3 bilhões de toneladas de CO2 foram lançadas na atmosfera em 2014. Para efeitos de comparação, apenas 28 estados membros da União Européia geraram 3.4 bilhões de toneladas de CO2 no mesmo ano. Absurdamente alta, não é atoa que eles estão em 2º lugar nessa lista.
estados-unidos-poluicao

1. China – Emissão de: 10.540.749,59 Ktons de CO2

A China é de longe a mais preocupante dessa lista. A situação se estende por anos, e é tão grave as condições de vida da China devido a emissão do dióxido de carbono, que as pessoas tem que sair de casa usando máscaras, pois o ar não é respirável. Para agravar ainda mais a situação, a China é o país mais populoso do mundo. Segundo pesquisas constantemente realizadas, a poluição do ar no país é tão alarmante que causa 1.6 milhões de mortes prematuras por cada ano.
As emissões de CO2 na China só tem aumentado, desde o ano de 2010 que ela continuam acima dos 9 bilhões de toneladas, apesar de alguns esforços do país para se retratar como um dos maiores combatentes do aquecimento global, esse quadro não tem tido alteração. Até agora, o país deseja colocar em prática um novo sistema nacional para limitar as emissões de carbono, que deve se iniciar em 2017.china-poluicao
Fonte: https://webtudo.net/os-10-paises-mais-poluidos-do-mundo/

Globalização Perversa e Humanizada: Por Milton Santos




       Vivemos em um mundo cheio de conflitos provenientes da atual fase da expansão capitalista no globo, varias são as discussões sobre esse processo em que vivenciamos na atualidade. Milton Santos traz nesta obra uma importante visão diferenciada de globalização, a globalização como perversidade, como abandono social tudo em nome de um projeto de reprodução do capital.

         Nesse texto a globalização é apresentada como fábula, como perversidade e como possibilidade – “por uma outra globalização”. O primeiro seria o mundo tal como nos fazem vê-lo: a globalização como fábula, o segundo seria o mundo tal como ele é, e o terceiro, um mundo como ele pode ser. Esse texto tem a função de desenvolver ideias em torno destas perspectivas apontadas por Milton Santos.

A globalização como Fábula - o mundo tal como nos fazem crer

    A globalização como fábula é imposta principalmente pelos meios de comunicação a todos que procura enfatizar o planeta em que vivemos como um amplo espaço e que podemos sim explorá-lo com o consumo. Como a padronização cultural, onde as pessoas são atraídas pelas mesmas coisas, mesmos hábitos, mesmos costumes e que ainda disfrutam de uma mesma rede que nós conhecemos como internet que fez com que nós ficamos presos numa gigante aldeia global, sem ter pra onde ir. Mas ao mesmo tempo nos dá uma importante noção de que o mundo está dentro da nossa casa, o capitalismo nos devorando e nós nem percebemos graças à globalização como fábula.

Um descaso com o estado que aparentemente ficou distanciado das demandas sociais, pois ele o estado precisa se apequenar as grandes corporações que hoje detém o poder sobre o próprio estado. Percebemos que vivemos em um único mundo, um mundo voltado a atender as necessidades das grandes empresas, vivenciamos uma nova tendência mundial de mercado.


A globalização como perversidade

A globalização como uma fabrica de perversidades tais como: fome, desabrigo, AIDS, mortalidade infantil, analfabetismo, enfim gravíssimos problemas sociais, quase sem solução na globalização em que vivemos, infelizmente para a maior parte da humanidade, o desemprego crescente consequentemente a pobreza aumenta e a classe media perdem em qualidade de vida, novas enfermidades se instalam e as velhas doenças retornam com força total. A perversidade está na raiz desta evolução negativa da humanidade e estes processos estão diretamente ligados com a globalização.

A Produção da Globalização

A globalização é o apogeu do mundo capitalista de um processo que conhecemos como internacionalização do mundo globalizado os fatores que levaram a este processo são: a unicidade da técnica, a convergência dos momentos, o conhecimento do planeta e a mais valia globalizada.

As técnicas são oferecidas como um sistema, graças ao avanço da ciência fora produzido um sistema de técnicas da informação, que assim possibilitou um novo sistema de presença em todo o planeta. Globalização é o resultado deste sistema que resulta de ações que asseguram a emergência de um mercado global.


            Nestes últimos anos testemunhamos grandes mudanças em todo o planeta terra. Tornamos pessoas que habita em um único mundo nos impondo, infelizmente para a maior parte da população do nosso planeta a globalização perversa, o poder do dinheiro e da informação, vários retrocessos como a noção de bem publico e de solidariedade, perdemos a noção de ajuda mutua, vivenciamos cada vez mais a noção de isolamento social, mas o mundo continua em nossa casa. Enquanto isso os governos agem com descaso com as funções sociais, com o chamado de “enxugamento” da maquina publica, os governos estão cada vez menos atribuições, consequência disso: “aumento da pobreza”.


 O Território do Dinheiro e da Fragmentação

            No mundo globalizado tudo ganha novas “caras”, inclusive o espaço, com isso nosso espaço geográfico sofre profundas transformações, novos contornos, novas características, tem novas definições.
           
Nossos territórios tendem cada vez mais se fragmentar em função deste novo processo globalizado, novos espaços são criados tudo em nome do “progresso”, onde tudo entra em confronto direto e indireto, meio ambiente-sociedade e vice versa.

O dinheiro traz consigo um papel importantíssimo nessa dinâmica apresentada, ou seja, é ele que reorganiza essa distribuição no espaço geográfico. Novas perspectivas em favor do capital. Hoje vivemos em um mundo de rápido em que as coisas tendem a fluir de forma instantaneamente, desta forma quem consegue acompanhar ótimo, porém, vivemos uma tendência em que “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”, por isso por outra globalização URGENTE.


Limites à Globalização Perversa

            A análise do fenômeno conhecido popularmente como Globalização é o descaso social que ela impõe, com seus aspectos extremamente dominantes para a maior parte da população mundial. Cabe a nós analisar os limites desse processo se continuarmos assim, onde iremos parar?

Podemos afirmar que estamos entrando em um novo período de transição da história, o momento em que vivemos com a globalização parece indicar a emergência de novos valores, novas atitudes, que nos faz crer que estamos produzindo as condições para a realização de uma nova história.

Não aceitamos mais a tantas evidencias factuais deste processo penoso que é a globalização. A velocidade nem sempre colabora com uma distribuição generalizada, são as disparidades no seu mau uso que caracterizam cada vez mais o aumento das desigualdades. O mito em que as novas técnicas contemporâneas pudessem colaborar e melhorar a vida do ser humano na terra desabaram, pois o que se observa realmente é cada vez mais a expansão da pobreza.


           Uma outra globalização mais humanizada

            Podemos pensar na construção de um outro mundo, uma globalização que volte seus olhares a esses problemas citados, uma globalização que se engaje sistematicamente a todas as pessoas, ou seja, um processo globalizado mais humano. Que em vez de apoiar sempre o grande capital internacional que possam servir a outros interesses sociais e políticos e não apenas econômicos.
           
            Alguns são os fatores que poderiam colaborar pra isso: a miscigenação de povos, culturas, valores, gostos, credos em todos os quatro cantos do globo possibilitaria uma outra globalização, um outro discurso é possível, uma nova visão de mundo, devemos urgentemente reaprender a ver o mundo.


A Transição em Marcha

            No mundo atual em que vivemos sentimos a necessidade de transformar as coisas que estão por ai, não ficamos mais calados, com as injurias que acontecem, um processo natural pra sociedade que estamos criando, temos a necessidade de criar algo novo, de viver um novo período, mas estamos num processo lento, pois o que aprendemos é a utilização das técnicas e da ciência pelas formas do capital, apoiados por formas institucionais são de certa forma igual.

            Os indivíduos que estão inseridos nesse processo não são igualmente atingidos por esse fenômeno, pois se encontra muita resistência ainda, pelas características culturais e nas diversidades destes indivíduos em rever como o processo esta inserido nele.

            Diante dos fatos e do que temos sobre nosso mundo atual, acreditamos que as condições estão sendo distribuídas para que nós pudéssemos desempenhar um novo papel nesse contexto. Um novo mundo é possível e outra globalização também. Agora descobrimos o verdadeiro sentido da nossa presença no planeta, podemos dizer que uma nova historia verdadeiramente universal está começando.

            De um ponto de vista mais existencial tudo isso pode obter outro uso e ou outra denominação. Porem a globalização atual pode e deve ser diferente.


 Conclusão

            A Mudança ocorrerá em todos os aspectos em todos os níveis, mas o principal responsável por ela ocorrer de verdade, somos nós que estamos diretamente engajados nesse contexto. Pois temos que fazer uma reflexão sobre a essência do capitalismo, pois este é à base da atual fase da Globalização. Pois nenhuma barreira será erguida, nada irá mudar se a reprodução do capital e o lucro continuarem fortes como estão.

O capitalismo jamais na sua história conseguiu reproduzir o capital e o lucro consequentemente sem gerar crises, para tanto é preciso fazer essa relação, precisamos mudar o sistema em vigor e desenvolver uma nova globalização.

É preciso urgentemente avançar no sentido que o ser humano possa atribuir um novo sentido à sua existência no planeta, de uma forma sistemática frear um pouco as tecnologias quanto à ciência e ou as suas técnicas utilizadas, para sim se preocupar um pouco mais na essência do ser humano e seu verdadeiro papel aqui no globo.

Prova Comentada de Geografia - ACAFE Verão/2018

          Segue  prova comentada de Geografia: Verão da ACAFE 2018. 

- Duas questões onde foi solicitado “EXCETO”
- Quatro questões que solicitavam a sequência de Verdadeiro ou Falso 
(Este tipo de questão exige mais leitura da prova e aumenta um pouco 
o nível de dificuldade). 
- Tivemos duas questões com atualidades  
-  E uma questão complexa sobre Santa Catarina. 
 - O Destaque nesta prova foi porém a Geografia Física.



57 - Não há um consenso monolítico sobre as mudanças climáticas.



58 - Porque na letra D  as duas últimas alternativas são falsas?

Falsa: Na região do clima litorâneo úmido (5) as chuvas predominantes são do 
tipo orográficas ou de relevo e mesmo quando há chuvas frontais o predomínio 
é de massa polar se encontrando com tropicais.

Falsa: O Subtropical é o número 4 e o número 5 é litorâneo úmidoou Tropical 
úmido.


59 - A região sul destacada nesta questão a colonização predominante da região 
sul do estado é de origem italiana.


60 - Porque na letra A  a primeira e a última alternativas são falsas?

Primeira falsa: O Brasil segue ideias do Consenso de Washington desde os 
anos 1990. Associar isso ao governo Temer é quase uma piada.

Última falsa: A queda do muro de Berlim representou o fim da URSS, já as 
barreiras físicas entre os países existem em diversos lugares ainda. 
Lembre-se do exemplo de Israel que esta construindo um muro para separar 
judeus e palestinos.




61 - Porque na letra B a terceira e a quarta alternativas são falsas?

Terceira alternativa é falsa: O planalto das guianas é de domínio 
dos escudos cristalinos (RCA) datado da  era pré-cambriana.

Quarta alternativa é falsa: a Era mais recente é a  Cenozóica.


62 - 

II - incorreta: FARC significa Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia 
e em setembro de 2017 entregaram as armas e se transformaram em partido
 político.

IV - incorreta: A crise na Venezuela é fruto do baixo valor do petróleo 
e má gestão do país.


63 - Em outras palavras, os mais pobres, em geral somente terão acesso 
as novas tecnologias no momento em que começam a ficar defasadas. 
Veja por exemplo aqui no Brasil, a população menos favorecida tem 
acesso a tecnologia somente quando esta se torna popuar e seu preço 
mais favorável. 



                                                           Prof. Jackie

sábado, 4 de novembro de 2017

Aulão ENEM 2017 - Geografia

Resultado de imagem para aulão enem
ENEM - Profª Jackie - Geografia
Os conhecimentos de Geografia são avaliados na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias, logo no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As disciplinas de História, Filosofia e Sociologia também integram esta prova. São 45 questões no total, todas de múltipla escolha e com caráter interdisciplinar (envolvendo conhecimentos nas diferentes áreas).

Com base nos temas mais pedidos nas últimas provas:

Espaço rural - Estrutura Fundiária no Brasil (23%)

Revolução verde - Metade do século 20 nos EUA
Resultado de imagem para revolução verde
Uma das consequências da concentração fundiária é a desigualdade social. Ela é fortalecida, também, pela modernização do campo (agropecuária intensiva)

No Brasil

Resultado de imagem para estrutura fundiaria brasileira charge
Estrutura Fundiária: Existe uma grande concentração de terras. Menos de 2% dos proprietários são donos de cerca de 40% das propriedades rurais. Gerando conflitos rurais ou gerando o êxodo rural.
Predomina a agropecuária extensiva (plantation)


Agronegócio : ou complexo agroindustrial, engloba plantio, industrialização, bancos e exportações (representa 23% do PIB brasileiro), o bioma que mais sofre com esta expansão ao norte é o cerrado.
O Agronegócio é atividade de capital intensivo.
Exige máquinas e equipamentos;
Insumos caros e sofisticados;
Crescente emprego de tecnologia (agricultura precisão);
Resultado de imagem para agronegócio no brasil

Transgênicos: As semente de transgênicos são estéries e por isso o agricultores menos pobres não podem comprar (biotecnologia)
Muitas vezes, questões sobre estrutura fundiária e outros assuntos de Geografia do ENEM pedem a interpretação de gráficos ou tabelas.

Meio ambiente e paisagens naturais (23%)

É interessante entender como a poluição do ar, a derrubada de árvores em áreas urbanas e a maior presença de asfalto e concreto nessas regiões levam a diferentes problemas ambientais nas cidades. Ilhas de calor, enchentes, chuva ácida, inversão térmica e poluição da água são alguns exemplos desses problemas.
Além de conhecer as características dos combustíveis fósseis, é importante entender os pontos positivos e negativos da implantação de novas tecnologias geradoras de energia, como os parques eólicos, placas solares e usinas hidrelétricas.

DESTAQUES

1. Rompimento da barragem em Mariana - MG

 Resultado de imagem para Rompimento da barragem em Mariana - MG
No dia 05 de novembro de 2015, o Brasil presenciou o maior acidente da História com rejeitos de mineração. O material liberado, além de destruir completamente o distrito de Bento Rodrigues, avançou por outras regiões do município de Mariana, Minas Gerais, deixando por onde passava um rastro de prejuízos materiais e ambientais, sem contar as perdas humanas.
Danos provocados:
. O rompimento da barragem do Fundão liberou o equivalente a 25 mil piscinas olímpicas de resíduos.
, Segundo especialistas a lama quando secar formará uma espécie de cimento, que impedirá o desenvolvimento de muitas espécies,
. O rompimento da barragem afetou o rio Gualaxo, que é afluente do rio Carmo, o qual deságua no Rio Doce, um rio que abastece uma grande quantidade de cidades. Além do desvio de cursos de água e  até mesmo ao soterramento de nascentes.
. À medida que a lama atingiu os ambientes aquáticos, causou a morte de todos os organismos ali encontrados, como algas e peixes.
, Consequentemente, os moradores que se beneficiavam da pesca na região não tem mais como trabalhar.
. A mata ciliar foi completamente destruída e a água se tornou imprópria para o consumo.

2. O que é o acordo de Paris?

Criado em 2015, o Acordo de Paris é uma iniciativa que estabelece mecanismos para que os países limitem o aumento da temperatura global e fortaleçam a defesa contra os impactos da mudança climática. 
Resultado de imagem para O que é o acordo de Paris CHARGE
Em seu primeiro ano à frente da Presidência dos EUA, Donald Trump retirou o país do Acordo de Paris, principal tratado para combater as mudanças climáticas.


Observação: O mandatário também freou a reaproximação discreta entre EUA e Cuba iniciada por Barack Obama.

3. Uma sequência de furacões — Harvey, Irma, Maria e Nate

Resultado de imagem para sequência de furacões

— causou destruição em países do Caribe e nos Estados Unidos: Porto Rico, que é considerado um território norte-americano, foi um dos locais mais afetados pelos furacões. De acordo com cientistas, mudanças climáticas contribuíram para a fúria dessa temporada de furacões.

Espaço Natural brasileiro
Resultado de imagem para dominios morfoclimaticos
O Brasil possui uma diversidade botânica imensa. Em nosso país, podemos encontrar florestas, formações arbustivas e rasteiras, além de uma composição vegetal litorânea diversa, o que faz com que essa matéria seja frequente nos vestibulares. É importante estudar domínios morfoclimáticos, biomas e clima para Geografia do ENEM.

Geologia (11%)

 Resultado de imagem para camadas da terra
Dentro da Geologia, existe o estudo das formas de relevo e da estrutura da Terra. Ela é formada por núcleo, manto e crosta. Devido à dinâmica da crosta terrestre, surgem terremotos, vulcões e relevos como cadeias montanhosas, por exemplo. Estude a Teoria da Tectônica de Placas e processos de formação de relevo.
É interessante saber relacionar os processos de formação dos diferentes tipos de relevo (planaltos, depressões, planícies) com as principais formas que temos no Brasil hoje. Por exemplo, como o país se encontra no centro da placa tectônica Sul-Americana, afastado da região de encontro das placas, não existem dobramentos modernos em seu território.
 A ação de agentes externos também está diretamente ligada à formação dos solos, que surgiram por um processo de decomposição de diferentes rochas mãe. Esse processo é chamado de pedogênese.
Muitas questões podem ainda cobrar que você conheça os principais tipos de solo e onde eles podem ser encontrados no Brasil. A terra roxa, por exemplo, é um exemplo de solo argiloso que pode ser encontrado no Paraná, São Paulo, Santa Catarina e em algumas regiões litorâneas do Nordeste.


Geopolítica (11%)

A globalização é um processo marcado pela internacionalização das relações econômicas e sociais. Algumas de suas consequências são a integração cultural mundial, a expansão das empresas multinacionais e a organização dos países em blocos econômicos.

Cenário Internacional:

Embora perguntas sobre a África costumem abordar temas humanitários, como a fome e as doenças, sejam recorrentes nas provas, os aspectos econômicos e políticos têm ganhado importância. Dois são os motivos que levaram as provas explorarem esses aspectos: o interesse de outras nações nas enormes reservas de petróleo e minério da região, e o grande crescimento populacional – hoje o maior dentre todos os continentes. 
CENTENÁRIO DA REVOLUÇÃO RUSSA (1917) O centenário da Revolução Russa é importante para se revisar e repensar esse que foi um dos eventos mais significativos da história contemporânea.     
 SUSPENSÃO DA VENEZUELA DO MERCOSUL em 2016 , O descumprimento de regras do bloco foi a justificativa oficial para a suspensão da Venezuela do Mercosul. Entretanto, outros fatores podem ter contribuído para a sanção.
SAÍDA DO REINO UNIDO DA UNIÃO EUROPEIA - O anseio dos defensores dessa saída ficou caracterizado pela expressão Brexit, que é uma abreviação das palavras inglesas Britain (Bretanha) e Exit (Saída) e ocorreu em 23 de junho de 2016 por meio de um referendo.
Independência da Região da Catalunha (2017)  - Espanha não aceita este referendo e muito menos a independência da Catalunha, sendo ela a região mais rica do país.
O Estado Islâmico no Iraque e na Síria (Isis) foi criado em 2013 e cresceu como um braço da organização terrorista al-Qaeda no Iraque. A concepção de Jihad, ou Guerra Santa para o Islã, que o EI possui é a mesma de outras organizações terroristas, como a Al-Qaeda ou o Boko Haram: expandir o modelo teocrático radical islâmico de governo pelo mundo por meio dos métodos terroristas, sobretudo contra alvos civis.É curiosa a grande adesão de simpatizantes não islâmicos de vários lugares de mundo.
03/06/2017 - Três homens em uma van avançaram contra pedestres na Ponte de Londres, na região central da capital britânica, atropelando dezenas de pessoas antes de se dirigirem ao Borough Market, um local repleto de bares e restaurantes, e esfaquearem vários frequentadores.
23/05/2017 - Um britânico de origem líbia realizou um ataque suicida em Manchester, após o show da cantora Ariana Grande. A explosão deixou 22 mortos e mais de 60 feridos.
22/03/2016 - Terroristas suicidas detonam várias bombas no aeroporto de Bruxelas e numa estação de metrô, matando 32 pessoas.
14//07/2016 - No Dia da Bastilha, um islamista avança com um caminhão contra uma multidão em Nice, matando 84 pessoas.
13/11/2015 - Em uma série de ataques contra bares, restaurantes e uma sala de shows em Paris, 130 pessoas são mortas e cerca de 350, feridas.
07/01/2015 - Dois terroristas invadem a redação do jornal satírico Charlie Hebdo, em Paris, e matam 12 pessoas, sendo mortos em um tiroteio com policiais.
       
Urbanização e população (15%)

Durante muitos séculos, a população rural foi maior do que a população urbana em todo o mundo. A quantidade de pessoas que habitam as cidades superou a população rural na década de 1970 no Brasil. Historicamente, o espaço urbano oferece mais oportunidades sociais, econômicas e políticas. É importante estudar as diferenças entre a urbanização em países desenvolvidos e subdesenvolvidos.
É importante conhecer as principais teorias - Malthusiana, Reformista e Neomalthusiana - e também saber fazer relações entre elas. A teoria Reformista, por exemplo, surgiu como reposta à Malthusiana; já a teoria Neomalthusiana se popularizou devido ao baby boom após a Segunda Guerra Mundial.
, A população barsileira vem envelhecendo
, Vivemos uma crise no setor presidenciário no Brasil?


Acessibilidade Urbana

Resultado de imagem para acessibilidade urbana 
Significa incluir a pessoa com deficiência na participação de atividades como o uso de produtos, serviços e informações.
Alguns exemplos são os prédios com rampas de acesso para cadeira de rodas e banheiros adaptados para deficientes.
Segundo o IBGE: 6,2% da população têm algum tipo de deficiência.
Os direitos das pessoas com deficiência finalmente estão chegando aos meios de comunicação e sendo integrados ao discurso do Estado, mas as mudanças concretas ainda ocorrem de maneira lenta no nosso país.

A mobilidade urbana no Brasil

Resultado de imagem para A mobilidade urbana no Brasil
O termo é geralmente empregado para referir-se ao trânsito de veículos e também de pedestres, seja através do transporte individual (carros, motos, etc.), seja através do uso de transportes coletivos (ônibus, metrôs, etc.)
A principal causa dos problemas de mobilidade urbana no Brasil relaciona-se ao aumento do uso de transportes individuais em detrimento da utilização de transportes coletivos, embora esses últimos também encontrem dificuldades com a superlotação.
Esse aumento do uso de veículos como carros e motos deve-se:
a) à má qualidade do transporte público no Brasil;
b) ao aumento da renda média do brasileiro nos últimos anos;
c) à redução de impostos por parte do Governo Federal sobre produtos industrializados (o que inclui os carros);
d) à concessão de mais crédito ao consumidor;
e) à herança histórica da política rodoviarista do país.

O que é Analfabetismo funcional
Resultado de imagem para O que é Analfabetismo funcional

São chamados de analfabetos funcionais os indivíduos que, embora saibam reconhecer letras e números, são incapazes de compreender textos simples, bem como realizar operações matemáticas mais elaboradas.
No Brasil, 50% dos entrevistados declararam não ler livros por não conseguirem compreender seu conteúdo, embora sejam tecnicamente alfabetizados.
Embora o número de analfabetos tenha diminuído no Brasil nos últimos quinze anos, o analfabetismo funcional ainda é um fantasma que atinge até mesmo estudantes que frequentam o ensino superior. desfazendo o mito de que ele estaria intrinsecamente relacionado à baixa escolaridade.

Movimentos migratórios:

O conceito de refugiado foi regulado pela Organização das Nações Unidas por meio da Convenção das Nações Unidas sobre o Estatuto dos Refugiados, realizada em 1951 e adotada em 1954.
Existem vários tipos de refugiados no mundo, alguns por condições de perseguição política, outros pela existência de conflitos armados e guerrilhas, além daqueles que sofrem com a fome, discriminação racial, social ou religiosa e até os refugiados ambientais, entre muitos outros tipos.
Em 2014, esse número chegou a incríveis 59,5 milhões de pessoas, cerca de 22 milhões a mais em comparação com a década anterior. Outro dado alarmante é que mais da metade desses refugiados é menor de idade.
Entre esses problemas, destacam-se as diferenças culturais, as dificuldades com idiomas, a busca por emprego e, principalmente, a xenofobia (aversão a estrangeiros) praticada pela população residente das áreas de destino.

Cartografia:
Projeções Cartográficas: Não exuistem mapas perfeitos, todos os mapas são distorcidos. Por que transformamos uma superfície curva (geóide) em plana provoca distorções.
Projeção de Mercator
Resultado de imagem para Projeção de Mercator

Nessa projeção, muito utilizada nos dias atuais, há uma preocupação em se manter as formas dos continentes, no entanto, as suas áreas são alteradas

Projeção de Peters
Resultado de imagem para projeção de peters imagem
Ao contrário da anteriormente citada, essa projeção sacrifica as formas em benefício da conservação da proporção das áreas.

Projeção de Robinson
Resultado de imagem para projeção de robinson

Essa é a mais utilizada atualmente para representar o mapa-múndi. Ela altera tanto as formas quanto as áreas dos continentes, ficando em uma espécie de “meio-termo”. Nela, os paralelos são retos, mas os meridianos são curvados, como se acompanhassem a esfera terrestre.

As regiões polares: São melhor representadas nas projeções azimutais ou planas
 Resultado de imagem para projeção azimutal

As regiões médias latitudes ou  temperadas : Nas projeções cônicas
Resultado de imagem para projeção cônica

As latitudes baixas ou tropicais : nos mapas cilindricos

Resultado de imagem para projeção cilindrica
As projeções cartográficas mais famosas e utilizadas são as cilíndricas.

Quanto mais vezes o mapa for reduzido menor será a riqueza de detalhes.
ex. 1:100.000.00 foi reduzido mais vezes, portanto maior será o denominador
que 1:1.000.000



Atenção: Voltamos a ter quatro fusos horários

Beijos amados!!!!!!